Quando surgiu ainda adolescente com a Conexão Japeri no final dos anos 1980, ficou claro que Ed Motta seria muito mais do que ‘apenas’ sobrinho de Tim Maia. Nascido Eduardo Motta em 1971 no Rio de Janeiro, o multiinstrumentista, cantor, compositor, arranjador e produtor viajou para muito além das fronteiras do funk e do soul, virando uma figura de relevo do jazz contemporâneo, se apresentando nos mais importantes festivais do gênero do planeta.

É esse talento uma das atrações da noite de sábado, 03 de junho, na 6ª edição do Festival Internacional de Jazz e Bossa de Santa Teresa. Não obstante a incrível musicalidade que tal como o tio, já transbordava nos tempos de menino, Ed Motta mergulhou no jazz, mas sem perder o DNA funk e soul que marcou a sua formação.  Tudo com uma forte pegada Bossa Nova, reggae, pop e rock, num cosmopolitismo típico dos gênios da música.

Além de Tim Maia, já fez pareceria com uma constelação de astros da música brasileira: de Moacir Santos e João Donato, passando por Adriana Calcanhoto, Seu Jorge, Max de Castro, Zélia Duncan Luiza Possi e os lendários compositores Aldir Blanc e Ronaldo Bastos. Já produziu, ao lado de Nelson Motta, trilha sonora para o filme “A Partilha” de Daniel Filho. Como cantor, gravou músicas para filmes da Walt Disney: “O Conrcunda de Notre Dame”, “Tarzan” e “A Nova Onda do Imperador”.

Tem 13 discos gravados. O último, “Perpetual Gateways”, lançado o ano passado é todo em inglês. Aclamado pela crítica norte americana, o trabalho escancara o viés internacional da carreira do artista. Ed Motta alcançou o que poucos músicos conseguiram: tem canções de ótimo apelo popular, como “Manuel” e “Vamos Dançar”, ainda do tempo da conexão Japeri e as faixas como “Fora da Lei” e “Vendaval”, lançadas posteriormente.

Mas consegue fazer música instrumental de altíssima qualidade, agradando até os ouvidos mais exigentes. É show imperdível que promete lavar a alma de quem for à Doce Terra dos Colibris, carinhoso apelido de Santa Teresa.

Programação completa do Festival de Jazz e Bossa

A 6ª edição Festival Internacional de Jazz e Bossa de Santa Teresa acontece de 02 a 04 de junho no Parque de Exposição localizado na sede do município. E além de atrações no Palco Principal, terá apresentação no Palco Fames, espaço dedicado ao trabalho dos artistas da Faculdade de Música do Espírito Santo. A realização e organização é da Rota Eventos e Iamond.

Confira a programação completa do festival:

02/06 (sexta-feira) // INGRESSOS: Blue Ticket; Jaklayne Joias, Belinha Modas (Santa Teresa)

19h00: ABERTURA DOS PORTÕES

PALCO FAMES
20h00 – 21h30 – CORAL DE TROMBONES DA FAMES
23h00 – CONGO JAZZ FAMES

PALCO PRINCIPAL
20h30: FAMES JAZZ BAND E NELSON FARIA
22h00: LUPA SANTIAGO ( BRA )
23h30: TONINHO HORTA E DUDU LIMA ( BRA )
01h00: DANNY VICENT BLUES BAND ( ARG )

———————

03/06 (sábado)
11h00: ABERTURA DOS PORTÕES // ENTRADA GRATUITA

PALCO FAMES
11h30 – 13h30 – EDU MARTINS TRIO

PALCO PRINCIPAL
12h30: BRUNO SANTOS ( BRA )
14h00: GUINGA E JESSÉ SADOC ( BRA )
16h00: ENCERRAMENTO

——–

20h00: REABERTURA DOS PORTÕES // INGRESSOS: Blue Ticket, Jaklayne Joias, Belinha Modas (Santa Teresa)

PALCO FAMES
21h30 / 23h – FAMES MB TRIO

PALCO PRINCIPAL
20h30: CHICO CHAGAS ( BRA )
22h00: JJ JACKSON ( USA )
23h30: ED MOTTA ( BRA )
01h00: SAULO SIMONASSI ( BRA )

———————

04/06 (domingo) // ENTRADA GRATUITA
11h00: ABERTURA DOS PORTÕES

PALCO FAMES
12h00 – 14h00 – FAMES DIXIELAND

PALCO PRINCIPAL
13h00: KATIA ROCHA ( BRA )
14h30: JOYCE MORENO ( BRA )
16h00: ENCERRAMENTO